quinta-feira, 26 de julho de 2007

Da arte de preservar o que se pensa!

Tantas pessoas e tantas idéias. Tantos caminhos. Esse é o meu. Duvido que eu resista a um mês. É possível que nem tanto. É mais provável que eu, dada a experiência, acabe com isso já na primeira semana. No entanto, e após longas relutâncias, estou aqui. O que direi não provocará qualquer efeito positivo, não mudará uma vida, não fará viúvas, não motivará ninguém à adoçao ou ao divíorcio. Na verdade, e é digno que se adimita, minha única intenção é ter um lugar de rápido acesso para deixar impressões sobre a minha vida (e a alheia). Ocorre, com uma freqüência espantosa, que eu tenho sempre alguma idéia estranha sobre as coisas. Penso então que aquela idéia deveria ser preservada para que eu pudesse voltar outras vezes a elas, seja para rir da infâmia, seja para discordar de mim mesmo, seja (pasmem) para melhorá-las. Eis o motivo, eis o (meu) caminho! Por favor, não tomem por verdade.
___________________________________________________

Hoje é dia 23/10/2007. O Blog está prestes a completar três meses, e vagarosamente crescendo. O que começou como uma maneira de matar o tempo ocioso de férias, após o fim do Pan-americano do Rio de Janeiro, é já parte importante de quem sou e do que gosto de fazer. Fato é que ter um blog, minimamente visitado pelas pessoas, faz com que eu me mantenha ativo, e exercite a escrita mesmo quando a vontade parece pedir o contrário. Agora é um pedaço de mim. Por favor, continuem não tomando por verdade.

4 Resposta(s):

M. disse...

E se eu quiser palpitar?

Zé(d's) Dead, Baby disse...

fique a vontade

kim disse...

o M. é o Marcos né ??!

Zé(d's) Dead, Baby disse...

não Kim... é outra pessoa... só que se a tal não se identifica, não sou eu quem revelará!

Clicky Web Analytics